quinta-feira, 16 de abril de 2009

Inspire-se!!!

Correr não adianta. É preciso partir a tempo.
La Fontaine
É mais difícil fazer bem o amor do que fazer bem a guerra.
Ninon de Lencios
Felicidade é como a neblina: quando estamos dentro dela não a vemos.
A. Nervo
Antes de casar, eu tinha três teorias sobre educar crianças. Agora eu tenho três crianças e nenhuma teoria.
John Wilmot
Copiar o bom é melhor do que inventar o ruim.
Armando Nogueira
Status é comprar o que não é necessário.Com o dinheiro que não temos.Para mostrar a quem não gostamos.Aquilo que não somos.
autor desconhecido
Definir é matar, sugerir é criar.
S. Malarmé
Cada um torna-se filho de suas obras.
Ditado espanhol
Covardes morrem mil vezes antes de suas mortes. O valente só experimenta a morte uma vez.
Shakespeare
Não imites o mal, mas sim o bem. Quem pratica o bem nasceu de Deus. Quem pratica o mal não viu a Deus.
III Jo 1, 11

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Mulheres Possíveis!!!

Sou a Miss Imperfeita, muito prazer.
Uma imperfeita que faz tudo o que precisa fazer, como boa profissional, e mulher que também sou: trabalho todos os dias, ganho minha grana, vou ao supermercado três vezes por semana, decido o cardápio das refeições, almoço com meus pais, procuro minhas amigas, namoro, viajo, vou ao cinema, pago minhas contas, respondo a toneladas de e-mails, faço revisões no dentista,mamografia, caminho meia hora diariamente, compro flores para casa,providencio os consertos domésticos, participo de eventos e reuniões ligados à minha profissão e ainda faço escova toda semana e as unha sim!
E entre uma coisa e outra, leio livros.
Portanto, sou ocupada, mas não uma workaholic.
Por mais disciplinada e responsável que eu seja, aprendi duas coisinhas que operam milagres.
Primeiro: a dizer NÃO.
Segundo: a não sentir um pingo de culpa por dizer NÃO.
Culpa por nada, aliás.
Existe a Coca Zero, o Fome Zero, o Recruta Zero.
Pois inclua na sua lista a Culpa Zero.Quando você nasceu, nenhum profeta adentrou a sala da maternidade e lhe apontou o dedo dizendo que a partir daquele momento você seria modelo para os outros.
Seu pai e sua mãe, acredite, não tiveram essa expectativa: tudo o que desejaram é que você não chorasse muito durante as madrugadas e mamasse direitinho.
Você é, humildemente, uma mulher.
E, se não aprender a delegar, a priorizar e a se divertir, bye-bye vida interessante.
Porque vida interessante não é ter a agenda lotada, não é ser sempre politicamente correta, não é topar qualquer projeto por dinheiro, não éatender a todos e criar para si a falsa impressão de ser indispensável.
É ter tempo.Tempo para fazer nada. Tempo para fazer tudo.
Tempo para dançar sozinha na sala.
Tempo para bisbilhotar uma loja de liquidação.
Tempo para sumir dois dias com seu amor. Três dias. Cinco dias!
Tempo para uma massagem.
Tempo para ver a novela ou aquele filme que chora todas vez e ainda assim quer assistir de novo.
Tempo para receber aquela sua amiga que é consultora de produtos de beleza.
Tempo para fazer um trabalho voluntário.
Tempo para procurar um abajur novo para seu quarto.
Tempo para conhecer outras pessoas.
Tempo para voltar a estudar.
Tempo para engravidar.
Tempo para escrever um livro que você nem sabe se um dia será editado.
Tempo, principalmente, para descobrir que você pode ser perfeitamente organizada e profissional sem deixar de existir.
Porque nossa existência não é contabilizada por um relógio de ponto ou pela quantidade de memorandos virtuais que atolam nossa caixa postal.
Existir, a que será que se destina?Destina-se a ter o tempo a favor, e não contra.
A mulher moderna anda muito antiga. Acredita que, se não for super, se nãofor mega, se não for uma executiva ISO 9000, não será bem avaliada.
Está tentando provar não-sei-o-quê para não-sei-quem.Precisa respeitar o mosaico de si mesma, privilegiar cada pedacinho de si.
Se o trabalho é um pedação de sua vida, ótimo! Nada é mais elegante, charmoso e inteligente do que ser independente.
Mulher que se sustenta fica muito mais sexy e muito mais livre para ir evir.Desde que lembre de separar alguns bons momentos da semana para usufruir essa independência, senão é escravidão, a mesma que nos mantinha trancafiadas em casa, espiando a vida pela janela.
Desacelerar tem um custo.Talvez seja preciso esquecer a bolsa Prada, o SPA Sete Voltas e o batom da M.A.C.
Mas, se você precisa vender a alma ao diabo para ter tudo isso,francamente, está precisando rever seus valores.
E descobrir que uma bolsa de palha, uma ótima companhia, uma pousadinha rústica à beira-mar e o rosto lavado (ok, esqueça o rosto lavado) podem ser prazeres cinco estrelas
E nos dar uma nova perspectiva sobre o que é, afinal, uma vida interessante.*

segunda-feira, 6 de abril de 2009

QUANDO ME TORNEI INVISÍVEL

Já não sei em que data estamos. Lá em casa não há calendários e na minha memória as datas estão todas misturadas. Me recordo daquelas folhinhas grandes, uns primores, ilustradas com imagens dos santos que colocávamos no lado da penteadeira. Já não há nada disso. Todas as coisas antigas foram desaparecendo. E sem que ninguém desse conta, eu me fui apagando também....
Primeiro me trocaram de quarto, pois a família cresceu. Depois me passaram para outro menor ainda com a companhia de minhas bisnetas.

Agora ocupo um desvão, que está no pátio de trás. Prometeram trocar o vidro quebrado da janela, porém se esqueceram, e todas as noites por ali circula um ar gelado que aumenta minhas dores reumáticas.
Mas tudo bem...
Desde há muito tempo tinha intenção de escrever, porém passava semanas procurando um lápis. E quando o encontrava, eu mesma voltava a esquecer onde o tinha posto. Na minha idade as coisas se perdem facilmente: claro, não é uma enfermidade delas, das coisas, porque estou segura de tê-las, porém sempre desaparecem.

Noutra tarde dei-me conta que minha voz também tinha desaparecido. Quando eu falo com meus netos ou com meus filhos não me respondem. Todos falam sem me olhar, como se eu não estivesse com eles, escutando atenta o que dizem. As vezes intervenho na conversação, segura de que o que vou lhes dizer não ocorrera a nenhum deles, e de que lhes vai ser de grande utilidade.
Porém não me ouvem, não me olham, não me respondem. Então cheia de tristeza me retiro para meu quarto e vou beber minha xícara de café.

E faço assim, de propósito, para que compreendam que estou aborrecida, para que se dêem conta que me entristecem e venham buscar-me e me peçam perdão …Porém ninguém vem....
Quando meu genro ficou doente, pensei ter a oportunidade de ser-lhe útil, lhe levei um chá especial que eu mesma preparei. Coloquei-o na mesinha e me sentei a esperar que o tomasse, só que ele estava vendo televisão e nem um só movimento me indicou que se dera conta da minha presença. O chá pouco a pouco foi esfriando……e junto com ele, meu coração...

Então noutro dia lhes disse que quando eu morresse todos iriam se arrepender. Meu neto menor disse: “Ainda estás viva vovó? “. Eles acharam tanta graça, que não pararam de rir. Três dias estive chorando no meu quarto, até que numa manhã entrou um dos rapazes para retirar umas rodas velhas e nem o bom dia me deu.
Foi então quando me convenci de que sou invisível...Parei no meio da sala para ver, se me tornando um estorvo me olhavam. Porém minha filha seguiu varrendo sem me tocar, os meninos correram em minha volta, de um lado para o outro, sem tropeçar em mim.

Um dia se agitaram os meninos, e me vieram dizer que no dia seguinte nós iríamos todos passar um dia no campo. Fiquei muito contente. Fazia tanto tempo que não saía e mais ainda ia ao campo!
No sábado fui a primeira a levantar-me. Quis arrumar as coisas com calma. Nós os velhos tardamos muito em fazer qualquer coisa, assim que adiantei meu tempo para não atrazá-los. Rápido entravam e saíam da casa correndo e levavam as bolsas e brinquedos para o carro. Eu já estava pronta e muito alegre, permaneci no saguão
a esperá-los.

Quando me dei conta eles já tinham partido e o carro desapareceu envolto em algazarra, compreendi que eu não estava convidada, talvez porque não coubesse no carro,
Ou porque meus passos tão lentos impediriam que todos os demais caminhassem a seu gosto pelo bosque. Senti claro como meu coração se encolheu e a minha face ficou tremendo como quando a gente tem que engolir a vontade de chorar.
Eu os entendo, eles vivem o mundo deles. Riem, gritam, sonham, choram, se abraçam, se beijam. E eu, já nem sinto mais o gosto de um beijo.

Antes beijava os pequeninos, era um prazer enorme tê-los em meus braços, como se fossem meus.
Sentia sua pele tenrinha e sua respiração doce bem perto de mim. A vida nova me produzia um alento e até me dava vontade de cantar canções que nunca acreditara me lembrar.
Porém um dia minha neta Laura, que acabava de ter um bebê disse que não era bom que os anciãos beijassem aos bebês, por questões de saúde...

Desde então já não me aproximo deles, não quero lhes passar algo mal por minhas imprudências. Tenho tanto medo de contagiá-los !
Eu os bendigo a todos e lhes perdôo, porque...
‘QUE CULPA EU TENHO DE TER ME TORNADO INVISÍVEL?’

domingo, 5 de abril de 2009

PERSISTÊNCIA

Persistência é a capacidade de uma pessoa de seguir em frente, rumo seus objetivos, por mais dificuldades que encontre no caminho. É continuar trabalhando duro depois de já ter trabalhado duro por muito tempo.Persistência é a qualidade dos fortes, que acreditam poder chegar à realização de um sonho. Eles chegam ao topo da montanha porque conseguiram reagir e tomar a direção certa, nos momentos de crise.Um caminho bem definido é o primeiro passo para atingirmos o objetivo desejado.De nada adianta termos persistência se não estamos na direção correta.As pessoas que continuaram tentando quando parecia que não havia mais esperança, que tiveram a humildade e a sensibilidade para corrigir a direção, medindo e verificando com prudência as falhas do caminho, as pessoas que tiveram a coragem de continuar aplicando incessantemente suas energias física e mental, sem se cansar, em busca de seu ideal, com certeza chegaram ao sucesso.Depois do caminho bem estudado e traçado e das constantes avaliações para correções de possíveis falhas, nada pode substituir a persistência.A persistência e a determinação são onipotentes, são as competências que abastecem as pessoas que estão passando por tempestades e tem a capacidade de sair delas fortalecido.As dificuldades são para estas pessoas, apenas mais um desafio a ser vencido e não uma ameaça. Elas se tornam cada dia, mais fortes.A persistência é uma competência que pode ser estimulada. Etapas para atingi-la: 1 - Ser pro-ativo• Quem quer chegar a algum lugar deve tomar a iniciativa, planejar, definir metas e etapas e começar o trajeto sem pressa, dando o primeiro passo e nunca parando.2 - Ser realista• Ajustar o sonho à sua realidade é providência primordial para o seu projeto dar certo. Ninguém agüenta ir atrás de uma meta irreal. Persistir nessa batalha vai apenas gerar uma falsa sensação de fracasso.3 - Respeitar o tempo• Tenha calma. O caminho tem de ser percorrido integralmente para se chegar à realização da meta final.4 - Ser flexível• O ser humano tem flexibilidade e capacidade de aprendizado para levar adiante todos os seus projetos.• Para se atingir patamares mais elevados na busca do objetivo, é necessário e ser flexível.• Ser flexível é ter a capacidade de começar tudo de novo, para atingir metas mais ambiciosas.• Muitas vezes é necessário fazer concessões aqui, para conquistar ali.• Podemos vergar, mas nunca quebrar.5 - Ser totalmente dedicado ao trabalho• Para obter sucesso, a pessoa tem que ter persistência e se envolver com dedicação total à conquista de seu ideal.• É preciso trabalhar duro, mas com amor e a certeza que se chegará ao lugar almejado.6 - Assumir riscos• Quando nossas metas são ambiciosas, temos que ter a capacidade de enfrentar riscos, desde que eles sejam calculados.• Estes riscos estão associados a recompensas maiores.7 - Comemorar as conquistas intermediárias• Comemore cada etapa realizada, assim você não perde a motivação.• Cada degrau que subimos é uma conquista para se chegar ao topo.8 - Persistir com amor e alegria• Você tem que acreditar e gostar do trabalho que está empreendendo.• Fique focado nos benefícios que terá quando alcançar seu objetivo.• Quando você entende que determinada ação é para o seu próprio bem, será mais fácil sustentá-la.• Quando fazemos um trabalho do qual gostamos, ele não parece trabalho, mas sim lazer, é feito com entusiasmo e a certeza do sucesso final.9 - Acreditar• Para conseguir ter persistência você precisa acreditar e ter fé no objetivo a ser alcançado.
Ter persistência é superar obstáculos, é uma atitude natural para quem quer mudar o seu rumo de sua vida.



"Transportai um punhado de terra todos os dias e farás uma montanha".
(Confúcio)


"O rio corta a rocha não por causa de sua força, mas por causa de sua persistência."
(Jim Watkins)


"Pessoas persistentes começam seu sucesso onde os outros terminam com fracasso."
(Edward Eggleston)


"Persistência é a teimosia com um propósito."
(Richard DeVos)


Nada é impossível para aquele que persiste."
(Alexandre, o Grande)


"A persistência é o caminho do êxito."
(Charles Chaplin)


"A persistência transpõe todo obstáculo."
Sêneca

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Pra que serve uma relação...


PRA QUE SERVE UMA RELAÇÃO?
Definição mais simples e exata sobre o sentido de mantermos uma relação?
"Uma relação tem que servir para tornar a vida dos dois mais fácil"
Vou dar continuidade a esta afirmação porque o assunto é bom, e merece ser desenvolvido.
Algumas pessoas mantém relações para se sentirem integradas na sociedade, para provarem a sí mesmas que são capazes de ser amadas, para evitar a solidão, por dinheiro ou por preguiça.
Todos fadados à frustração.Uma armadilha.
Uma relação tem que servir para você se sentir 100% à vontade com outra pessoa, à vontade para concordar com ela e discordar dela,para ter sexo sem não-me-toques ou para cair no sono logo após o jantar,
pregado. Uma relação tem que servir para você ter com quem ir ao cinema de mãos dadas, para ter alguém que instale o som novo,enquanto você prepara uma omelete, para ter alguém com quem viajar para um país distante, para ter alguém com quem ficar em silêncio, sem que nenhum dos dois se incomode com isso.
Uma relação tem que servir para,às vezes, estimular você a se produzir, e, quase sempre, estimular você a ser do jeito que é, de cara lavada uma pessoa bonita a seu modo.
Uma relação tem que servir para um e outro se sentirem amparados nas suas inquietações, para ensinar a confiar, a respeitar as diferenças que há entre as pessoas, e deve servir para fazer os dois se divertirem demais, mesmo em casa, principalmente em casa.Uma relação tem que servir paracobrir as despesas um do outro num momento de aperto, e cobrir as dores um do outro num momento de melancolia, e cobrirem o corpo um do outro, quando o cobertor cair. Uma relação tem que servir para um acompanhar o outro no médico,
para um perdoar as fraquezas do outro, para um abrir a garrafa de vinho e para o outro abrir o jogo, e para os dois abrirem-se para o mundo, cientes de que o mundo não se resume aos dois.
Dr.Drauzio Varela